1. 0
« »

Ione Pinheiro comemora o não fechamento do Klauss Vianna, previsto para esta semana

Foto: Clarissa Barçante/ALMG Foto: Clarissa Barçante/ALMG

Uma das bandeiras levantadas pela deputada Ione Pinheiro e pelos demais membros da Comissão de Cultura da Assembleia de Minas, no início da atual legislatura, foi o não fechamento do Teatro Klauss Vianna. Localizado na região Centro-Sul da capital mineira, o Teatro seria fechado já nesta semana para abrigar o auditório da nova sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). No entanto, com a mobilização de diversos setores da classes artística mineira e a ação dos parlamentares, ficou decidido, no dia 10 de junho deste ano, que o Teatro não seria mais fechado.

A deputada Ione Pinheiro celebrou a notícia de que o Teatro Klauss Vianna continuaria de portas abertas e afirmou ser uma vitória de todo o povo mineiro. "Estou muito feliz, pois, com muito esforço e diálogo, conseguimos manter em funcionamento um importante espaço artístico de Minas Gerais e da capital. O fechamento do Klauss Vianna representaria, sem sombra de dúvidas, uma significativa perda no que diz respeito à cultura e ao lazer no nosso estado", frisou Ione.

O Teatro Klauss Vianna faz parte do Centro Cultural Oi Futuro e sua manutenção estabelecida desde a privatização da antiga empresa estatal de telefonia, Telemig, na década de 1990. Em 2013, contudo, devido a um acordo entre o governo do estado e o TJMG, o prédio da Avenida Afonso Pena, 4.001, foi declarado de utilidade pública e desapropriado em favor do tribunal.

O TJMG pagou ao governo o valor de R$ 210 milhões. A negociação foi finalizada com a transferência, ao Executivo, de terreno do Judiciário no bairro Barro Preto, onde o governo implantou o Centro de Cultura Presidente Itamar Franco.