1. 0
« »

Deputada Ione Pinheiro critica Governo de Minas pelo atraso no repasse de verbas às comunidades terapêuticas

Por Alexandre Almeida/Assessoria - Foto: Clarissa Barçante/ALMG Por Alexandre Almeida/Assessoria - Foto: Clarissa Barçante/ALMG Casas de recuperação para usuários de crack e outras drogas estão desde janeiro sem receber o pagamento pela internação dos pacientes; comunidades terapêuticas ameaçam entrar na Justiça

Durante audiência pública da Comissão de Prevenção e Combate ao Uso de Crack e Outras Drogas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), realizada com 500 comunidades terapêuticas do estado, na quinta-feira, dia 23 de abril, a deputada estadual Ione Pinheiro (DEM) posicionou-se de maneira favorável às reivindicações do Sindicato das Comunidades Terapêuticas de Minas Gerais (Sindterapêutica-MG), que reclamam do atraso do pagamento pelo programa estadual Aliança pela Vida. Desde a entrada dos novos gestores no Executivo estadual, as comunidades terapêuticas que tratam da recuperação de dependentes químicos estão sem receber o repasse das verbas do Governo de Minas.

A deputada Ione Pinheiro, em seu discurso, colocou que o repasse às comunidades não é “nenhum favor, mas sim obrigação do governo” e pediu o aprimoramento do trabalho iniciado pela gestão anterior. “Um projeto nobre como esse, que trata da recuperação de vidas perdidas para o crack, precisa de mais atenção por parte do atual governo, assim como faziam os antigos gestores”, afirmou Ione.

De acordo com o presidente do Sindterapêutica-MG, Robert William Carvalho, os repasses do atual Governo do Estado não são pagos desde janeiro deste ano, ocasionando dificuldades até para alimentar os pacientes. O pagamento é feito por meio do cartão Aliança pela Vida, que estabelece um determinado valor a cada paciente por dia de tratamento, viabilizando a internação nas clínicas de tratamento.

Outro ponto negativo destacado na audiência pública foi a ausência de um representante da Secretaria de Saúde ou do Executivo Federal para discutir sobre os programas e repasses financeiros às comunidades. Em sua página no Facebook, a parlamentar mineira Ione Pinheiro repudiou o fato. “Indignante não termos sequer um representante do Estado ou do Governo Federal. É vergonhoso o descaso que o governo vem demonstrando com as casas de apoio aos dependentes químicos em tratamento, que estão passando dificuldades financeiras graves”, manifestou Ione.