1. 0
« »

Ione Pinheiro e grupo de deputadas reivindicam maior participação política

Ione Pinheiro e grupo de deputadas reivindicam maior participação política Foto: Alair Vieira/ALMG

Parlamentares apresentaram ofício contendo uma série de reivindicações ao presidente da Casa

            Com a intenção de estimular a participação feminina na política, a deputada estadual Ione Pinheiro (DEM), acompanhada das parlamentares Marília Campos (PT) e Rosângela Reis (PROS),  não perderam tempo e, no primeiro dia oficial de trabalho, representaram as cinco mulheres eleitas deputadas estaduais no último pleito de outubro de 2014, em reunião com a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), nesta segunda-feira, dia 2 de fevereiro. As deputadas apresentaram ao presidente da Assembleia, Adalclever Lopes (PMDB), um ofício com inúmeras solicitações. Dentre elas, está a realização de um ciclo de debates para discutir a reforma política e dar subsídio a políticas públicas relacionadas ao tema.

            Também foi solicitada, ao presidente Adalclever Lopes, a criação da Comissão Especial de Reforma Política e Participação da Mulher. O pedido já foi aprovado, restando apenas que ele seja anunciado em Plenário. Outra reivindicação da bancada feminina diz respeito à maior participação da mulher na Mesa Diretora. As deputadas querem que, pelo menos, uma cadeira na Mesa seja destinada a uma parlamentar já na eleição do próximo biênio. A Proposta de Emenda a Constituição (PEC) precisa de, no mínimo, 26 assinaturas para ser colocada em votação no Plenário.

            A deputada estadual Ione Pinheiro aprovou as medidas solicitadas pela bancada feminina e afirmou que é necessário criatividade e muito diálogo para buscar alternativas que incentivem as mulheres a ocupar cargos públicos. “Já temos a lei de cotas que é importante, mas, atualmente, somente ela não está garantindo que mais mulheres entrem na política. É preciso estimular a candidatura para vereadora ou deputada daquela mulher que é uma liderança comunitária, que tem algum trabalho em prol de uma creche, alguma instituição, que pensa no bem comum. Existem inúmeras mulheres que fazem trabalho voluntário, que tem veia política; mas, por algum motivo, elas não se sentem estimuladas a concorrer a cargos públicos”, colocou Ione.

Bancada maior

            Nos próximos dias, a bancada feminina será reforçada pela chegada de duas novas deputadas. Geisa Teixeira e Cristina Correa, ambas do PT, substituem deputados que foram convocados para compor secretarias de governo.